Práticas e Estratégias em Diferentes modalidades de Assentamento Rural

Antonio Wagner Pereira Lopes, Maristela Simões do Carmo, Sonia Maria Pessoa Pereira Bergamasco, Vera Lucia Silveira Botta Ferrante

Resumo


Objetivou-se proceder à análise de práticas agrícolas e estratégiasconstituídas por grupos de assentados da região de Araraquara e de RibeirãoPreto. Buscou-se discutir a perspectiva de um novo paradigma de produção,que venha substituir moldes comumente encontrados na produção da agriculturafamiliar. O objetivo deste trabalho foi realizar uma caracterização no tocante àprodução, às políticas públicas e à dimensão ambiental - discutindo, através dosmesmos, perspectivas de desenvolvimento rural para os assentamentos, emmodalidades distintas de assentamento: um PA e um PDS. Metodologia: foramrealizadas inúmeras visitas a campo, com intuito de melhor conhecer o modo devida dos grupos dos assentados, e aplicou-se 50 questionários - 31 noassentamento Bela Vista do Chibarro e 19 no assentamento Sepé Tiarajú.Concluiu-se que a aplicação das políticas públicas é mais rápida no PDS, as estratégias familiares são fundamentais em ambos e o processo de transiçãoagroecológica é uma realidade.

Palavras-chave


Farming Systems; Rural Settlements; Public Policy; Strategies;Agricultural Practices.

Texto completo:

PDF

Referências


ABDO M. T. V. N.; VALERI S. V., MARTINS A. L. M. Sistemasagroflorestais e agricultura familiar: uma parceria interessante. RevistaTecnologia & Inovação Agropecuária, São Paulo: ASPTA. 2008, p.50-58. Disponível em:. Acesso em: 04 ago. 2014.

ALY JÚNIOR, O. Projetos de Desenvolvimento Sustentável (PDS's) e osDesafios na Construção de Novas Políticas de Assentamento. Retratosde Assentamentos, Araraquara, v. 14, nº. 2, p. 283-303, 2011.

CAIRES, A. C. R. O assentamento Bela Vista do Chibarro em temposanteriores: vida e trabalho na Usina Tamoio. Retratos deassentamentos, v. 14, n. 2, p. 95-131, 2011.

DUVAL, H. C; FERRANTE, V. L. S. B.; BERGAMASCO, S. M. P. P.Autoconsumo e as escalas de diversificação agrícola em umassentamento rural. Raízes, v.32, n.2, jul-dez / 2012.

EMBRAPA MEIO AMBIENTE. Assentamentos rurais sustentáveis: oprocesso de construção participativa do conhecimento agroecológico eo monitoramento de unidades de referência no Assentamento SepéTiarajú-SP. Brasília, 2013. 47p.

FERRANTE, V. L. S. B. (Org.). Retratos de Assentamentos. v. 9.Araraquara: UNIARA, 2004.

______. Os Herdeiros da Modernização (Grilhões e Lutas dos Boias-Frias). Revista São Paulo em Perspectiva, v. 8, p. 93-104, 1994.

GOMES, T. P. S.; FERRANTE, V. L. S. B. Políticas públicas entreeficácias, equívocos e omissões: um retrato em duas regiões do Estado.Retratos de Assentamentos, v. 15, p. 157-186, 2012.

INCRA/MDA – Ministério do Meio Ambiente /CNS – ConselhoNacional Dos Seringueiros. Projeto de desenvolvimento sustentável.Brasília, 2000. 50 p.

MAIA, P. O. PAA em um Projeto de Desenvolvimento Sustentável,Arranjos e Conflitos na produção e reprodução da vida: um estudo noassentamento Sepé Tiarajú, município de Serrana e Serra Azul-SP.Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento regional e Meio Ambiente).Araraquara, 2013.

MORISSAWA, M. A história da luta pela terra e o MST. São Paulo:Expressão popular, 2001.

PESQUISA INCRA/UNIARA. Pesquisa derivada de um contrato deprestação de serviços (Contrato CRT/SP/Nº 100000/2010) que previua contratação da Uniara, por meio do Mestrado em DesenvolvimentoRegional e Meio Ambiente para serviços em assessoria emdesenvolvimento nos assentamentos rurais e comunidadesquilombolas do INCRA em todo o estado de São Paulo. Araraquara,2011-2012.

RAMOS FILHO, L. O. (Org.). Agricultura, meio ambiente e inclusãosocial: Questões para debate. 1. ed. Jaguariúna - SP: Embrapa MeioAmbiente, 2006. 128p.

RAMOS FILHO, L.; SZMRECSÁNYI T.; PELLEGRINI, J. B. R.Biodiversidade e reforma agrária: uma experiência agroecológica na região canavieira de Ribeirão Preto – Brasil. Montreal, Canadá, 2007.

ROSIM, L. Nas terras da Usina, o fazer-se de um assentamento.Dissertação de Mestrado- Programa de Sociologia -FCL/UNESP.Araraquara, 1997.

SCOPINHO, R. A. Em busca de "elos perdidos": projetos deassentamentos e modos de identificação entre trabalhadores ruraisassentados. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, v. 12, n. 2, p.257-270, 2009.

SCOPINHO, R. A. Processo organizativo de assentamentos rurais:trabalho, condições de vida e subjetividade. São paulo: Anaablume, 2012.348p.




DOI: http://dx.doi.org/10.25059/2527-2594/retratosdeassentamentos/2014.v17i2.170

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 Revista Eletrônica Retratos de Assentamentos

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Revista Retratos de Assentamentos e-ISSN: 2527-2594 

Uniara – Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.