Distribuição espacial das trabalhadoras rurais na agricultura familiar no nordeste do Brasil

Alessandra Juliana Caumo, Jefferson Andronio Ramundo Staduto, Marcelino de Souza

Resumo


Neste trabalho foram analisadas a ocorrência e a distribuição espacial da mulher ocupada na agricultura familiar do Nordeste do Brasil. Este estudo apresentou um quadro das mulheres ocupadas aplicando a Análise Exploratória de Dados Espaciais (AEDE). A técnica AEDE permitiu avaliar a correlação existente entre os municípios com os seus vizinhos. Foram analisados os dados do Censo Agropecuário de 2006. Os resultados mostraram que apenas 32% das pessoas ocupadas na agricultura familiar são mulheres. As regiões que apresentaram uma maior representatividade para as mulheres estavam localizados no Centro Sul baiano, Sudeste do Piauí, Agreste paraibano e Sertões cearenses.


Palavras-chave


Gênero, Ocupação da mulher, Agricultura familiar, Nordeste

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMOVAY, M.; SILVA, R. As relações de gênero na Confederação de

Trabalhadores Rurais (CONTAG). In: ROCHA, M.I.B. (Org.). Trabalho

e gênero: mudanças, permanências e desafios. Campinas: ABEP, NEPO/UNICAMP, CEDEPLAR/ UFMG, 2000. p. 347-366.

ALMEIDA, E.S.; HADDAD, E.A.; HEWINGS, G.J.D. The spatial pattern

of crime in Minas Gerais: an explotaty analysis. Núcleo de Economia

Regional e Urbana da USP – NERUS. São Paulo, 2003, p.1-27.

ALMEIDA, E.S. de. Curso de econometria espacial aplicada. Piracicaba,

SP: ESALQ-USP, 2004.

ALMEIDA, E.S. Função de produção agropecuária espacial. Congresso Brasileiro de Economia e Sociologia Rural, 41, 2005, Ribeirão Preto. In: Anais..., Ribeirão Preto: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural (SOBER) 2005.

ALMEIDA, E. S.; PEROBELLI, F. S.; FERREIRA, P. G. C. Existe convergência espacial da produtividade agrícola no Brasil?. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, v.46, n.1, p.31-52, jan/mar, 2008.

ALMEIDA, E. S.; PEROBELLI, F. S.; FERREIRA, P. G. C.; FARIA, W.

R. O fator agora é Lula na eleição de 2002. Juiz de Fora, MG: CMEA/FEA/UFJF, 2007. Mimeo.

ALVES, E; MARRA, R. A persistente migração rural-urbano. Revista de Política Agrícola, Brasília, v.18, n.4, p.5-17, out./nov./dez., 2009.

ALVES, H.C.R. Condição do produtor na direção dos estabelecimentos agropecuários no Nordeste. Informe Rural Etene. Ano 5, n.11, 2011. Disponível em: . Acesso em: 03 de mai. de 2015.

ALVES, E.; SOUZA, G.S.; MARRA, R. Êxodo e sua contribuição à urbanização de 1950 a 2010. Revista de Política Agrícola, Brasília, v.20, n.2, p.5-22, 2011.

ANSELIN, L. Spatial econometrics: methods and models. Boston: Kluwer Academic, 1988. 284 p.

ANSELIN, L. Local indicators of spatial association – LISA. Geographical Analysis, Ohio (USA), v.27, n.2, p.93-115, 1995.

BUAINAIN, A.M.; GUANZIROLI, C.; MEIRELLES, H. Agricultura

familiar: um estudo de focalização regional. Congresso da SOBER,

,Cuiabá. In: Anais..., Cuiabá, 2004.

BARRETO, F.; GASPAR, D.; ARAÚJO, J. A. Determinantes da desigualdade de renda em Áreas Rurais do Nordeste. Fortaleza: Laboratório de Estudos da Pobreza / CAEN / UFC, 2009. Ensaio sobre Pobreza, 18. Disponível em:.

Acesso em: 20 de fev. 2015.

BRUMER, A. A previdência social rural e gênero. Sociologias, Porto Alegre, ano 4, n.7, p. 50-81, jan./jun. 2002.

BRUMER, A. Gênero e agricultura: a situação da mulher na agricultura. Revista Estudos Feministas, Florianópolis: v.12, n.1, p.205-227, jan./abr. 2004.

CÂMARA, G.; CARVALHO, M. S.; CRUZ, O. G.; CORREA, V. Análise

espacial dos geográficos. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

– INPE, São José dos Campos/SP, 2000.

CAMARANO, A. A.; ABRAMOVAY, R. Êxodo rural, envelhecimento e

masculinização no Brasil: panorama dos últimos 50 anos. Brasília: IPEA, 1999. (Texto para Discussão n.621).

CASTRO, J. A.; AQUINO, L. Juventude e políticas sociais no Brasil.

Brasília: IPEA, 2008. (Texto para discussão, 1335).

CAUMO, A.J. Análise espacial da distribuição das mulheres ocupadas: nas famílias rurais no Sul do Brasil uma Perspectiva de Gênero. 2012. 134 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e Agronegócio). Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo/PR, 2012.

CRUZ, M.H.S. Questões sobre cidadania, trabalho e gênero. Cadernos UFS Serviço Social, Aracajú, v.10, UFS, 2008.

COSTA, A. A. Gênero, poder e empoderamento das mulheres. Rio

de Janeiro: Actionaid Brasil Curso de Gênero 2001. Disponível em:

. Acesso em: 8 fev. 2011.

DEERE, C.; LEÓN, M. O empoderamento da mulher: direitos à terra

e direitos de propriedade na América Latina. Porto Alegre, RS: UFRGS, 2002. 501 p.

DEERE, C. D. Os direitos da mulher à terra e os movimentos sociais rurais na reforma agrária. Revista Estudos Feministas. Florianópolis: v.12, n.1, p.175-204, jan./abr. 2004.

EVANGELISTA, F. R. A Agricultura Familiar no Brasil e no Nordeste.

Banco do Nordeste do Brasil, 2000.

GUILHOTO, J. et al. A importância da agricultura familiar no Brasil e em seus estados. V Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, 2007. In: Anais..., 2007. Disponível em: http://ssrn. com/abstract=2408072. Acesso em: 20 de jan. 2015.

GRAZIANO DA SILVA, J.; DEL GROSSI, M.; CAMPANHOLA, C. O

que há de realmente novo no rural brasileiro. Cadernos de Ciência e Tecnologia, Brasília, v.19, n.1, p.37-67, jan./abr. 2002.

HEREDIA, B. M. A. de; CINTRÃO, R. P. Gênero e acesso a políticas

públicas no meio rural brasileiro. Revista Nera, Presidente Prudente, n.9, p.1-28, jan./jun. 2006.

HERNÁNDEZ, C. O. Política de crédito rural com perspectiva de gênero: um meio de “empoderamento” para as mulheres rurais?. 2009. 248 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Rural). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Agropecuário - Agricultura Familiar 2006. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2013.

______O censo agropecuário 2006 e a agricultura familiar no Brasil / Caio Galvão de França; Mauro Eduardo Del Grossi; Vicente P. M. de Azevedo Marques. – Brasília: MDA, 2009.

INSTRAW. Conceitos de gênero no planejamento do desenvolvimento: Uma abordagem básica. Brasília, DF: Conselho dos Direitos da Mulher do Distrito Federal – GDF, 1995.

IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Relatório de pesquisa. Pluriatividade e Plurirrendimentos nos Estabelecimentos Agropecuários do Brasil e das Regiões Sul e Nordeste Uma análise a partir do Censo Agropecuário 2006. Brasília, 2013. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. de 2015.

MAGALHÃES, R.S. A “masculinização” da produção de leite. Revista

Economia e Sociologia Rural, Brasília, v.47 n.1, Jan./Mar., 2009.MELO, H. P.; DI SABBATO, A. Mulheres rurais: invisíveis e mal remuneradas. In: Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Gênero, agricultura familiar e reforma agrária no Mercosul. Debate 9, Brasília/DF, 2005.

MEYER, D. Teorias e políticas de gênero: fragmentos históricos e desafios atuais. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v.57, n.1, p.13-18, jan./fev. 2004.

PEROBELLI, F. S.; ALMEIDA, E. S.; ALVIM, M. I. S.; FERREIRA, P.

G. C. A. Análise espacial da produtividade do setor agrícola brasileiro: 1991-2003. Congresso Brasileiro de Economia e Sociologia Rural, 43, 2005, Ribeirão Preto. In: Anais..., Ribeirão Preto, Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural (SOBER), 2005.

PEROBELLI, F. S.; ALMEIDA, E. S.; ALVIM, M. I. S. A.; FERREIRA,

P. G. C. Produtividade do setor agrícola brasileiro (1991-2003): uma

análise espacial. Belo Horizonte, MG: Nova Economia, 2007.

PINHEIRO, M. A. Distribuição espacial da agropecuária do Estado do

Paraná: um estudo em função de produção. Maringá, 2007, 126 f. Dissertação (Mestrado em Economia). Programa de Pós-Graduação em Economia, Universidade Estadual de Maringá. Maringá/PR, 2007.

SCHNEIDER, S. O desenvolvimento agrícola e as transformações da estrutura agrária nos países do capitalismo avançado: a pluriatividade. Revista Reforma Agrária, Brasília, v.3, n.24, p.106-132, set./dez. 1994.

SOUZA, M. de; NASCIMENTO, C. A.; STADUTO, J. A. R. Análise das

ocupações e rendimentos de homens e mulheres nas áreas rurais do estado do Rio Grande do Sul no período de 2001 a 2007. Análise Econômica (UFRGS), Porto Alegre, v.29, p.259-284, 2011.

STADUTO, J. A. R.; MALDANER, I. de S.; JONER, P. R. Uma avaliação do mercado de trabalho nas duas grandes regiões paranaenses: metropolitana e do agronegócio. XLII Congresso de Economia e Sociologia Rural, Cuiabá - MT. In: Anais..., Cuiabá/MT, 2004.

STADUTO, J. A. R.; SOUZA, M. de; NASCIMENTO, C. A. do; WADI,

Y. M. Desenvolvimento rural e gênero: as ocupações e rendas das mulheres das famílias agrícolas e rurais paranaenses. V Encontro de Economia Paranaense, 2007, Curitiba. In: Anais..., Curitiba, 2007.

STADUTO, J. A. R.; NASCIMENTO, C. A.; SOUZA, M. Ocupações e

renda das mulheres e homens no rural do estado do Paraná, Brasil: uma perspectiva de gênero. Cuardenos de Desarrollo Rural, Bogotá (Colômbia), v.10, p.91-115, 2013.

QUINTELA, M.D.; ALVES, J.E.D.; SILVA, D.B. N. A pobreza no nordeste brasileiro em 2000 e 2010: uma aplicação do índice de pobreza multidimensional PNUD/ONU. Encontro da Associação Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, 2013, Foz do Iguaçu. In: Anais..., Foz do Iguaçu, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.25059/2527-2594/retratosdeassentamentos/2015.v18i1.188

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015 Revista Eletrônica Retratos de Assentamentos

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Revista Retratos de Assentamentos e-ISSN: 2527-2594 

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.