“Aos Poucos, a vida Volta ao Normal”. Conflitos e Cotidiano em um Assentamento Rural

Amone Inacia Alves

Resumo


O presente estudo tem por objetivo analisar o cotidiano de um assentamento rural, Fazenda São João do Bugre, a mais antiga ocupação em Goiás, a fim de analisar as experiências vivenciadas após o período de conflito. A escolha desse assentamento, na região de Goiás, se deu pelo fato de ter, desde o processo de acampamento e ocupação, um forte acompanhamento e suporte da Comissão Pastoral da Terra - CPT. Contribuiu, também, para a escolha desse assentamento o fato de que as entrevistas selecionadas com agentes e ex-agentes pastorais apontaram para o fato de
que eram inexistentes movimentos sociais no campo no Estado antes dessa ocupação. Com o uso da etnografia, entrevistas de caráter semiestruturado, procuramos captar os sentidos e os significados da conquista da terra para
aquele grupo. Nesse propósito, questionamos: Em que aspectos tornaram visíveis as mudanças provocadas pela formação empreendida pela CPT aos trabalhadores rurais da Fazenda Estiva/São João do Bugre? A fim de analisar essa questão fomos ao Assentamento da Fazenda Estiva, para melhor entender os resultados dessa formação empreendida pela CPT.


Palavras-chave


Conflito; Assentamento Rural; Cotidiano; Religiosidade Camponesa; Formação.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMOVAY, R. Agricultura familiar e o uso do solo. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v.11, n.2, p.76-88, Abr/jun, 1997.

BOLETIM informativo: CPT – Regional Centro Sul de Goiás. a 1, n. 3, mar/ 1985

BOLETIM da Comissão Pastoral da Terra, n1, Ano I, Goiânia, dez. 1975, p.8

BOURDIEU, P. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 2004.

______. Razões Práticas: Sobre a teoria da ação. Campinas: Papirus, 1996.

______. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1988.

______. O campo científico. In ORTIZ, R. Pierre Bourdieu. Col. Grandes Cientistas sociais. São Paulo: Ática, 1983, p. 21-38.

CPT – Dez anos de caminhada. Petrópolis: Vozes, 1985.

CPT A luta pela terra: A comissão pastoral da terra 20 anos depois. São Paulo: Paulus, 1997.

GOMES, L.A.L. A dolorosa transição: de trabalhadores sem-terra a trabalhadores com terra. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais). Faculdade de Ciências Sociais – UFG, Goiânia, 1992.

IANNI, O. A utopia camponesa. In Dialética e capitalismo. 3ª edição. Petrópolis: Vozes, 1988.

_________. O Mundo agrário. In A era do globalismo. 3ª edição. Rio de Janeiro. Civilização Brasileira: 1997.

LEITE, S. et al. Impactos dos assentamentos. Brasília: Instituto Interamericano de Cooperação para a agricultura: NEAD. São Paulo: Editora UNESP, 2004.

MEDEIROS, L.S. de. Questões sobre o sindicalismo rural. in Tempo e presença, CEDI, n. 243, jul. 1989ª, p. 7-9.

___________. História dos movimentos sociais no campo. Rio de Janeiro: Fase, 1986.

PANINI, C. Reforma agrária dentro e fora da lei. São Paulo: Edições Paulinas, 1990.

PELOSO, R. A força que anima os militantes. Caderno de Formação do MST, 27, 1998, p.7.

PERANI, C. Comissão Pastoral da Terra: novidades e questionamentos. In Conquistar a terra, reconstruir a vida: CPT – dez anos de caminhada. Petrópolis: Vozes, 1985;

PESSOA, J. de M. A Colônia Agrícola Nacional de Goiás no Aprendizado da Itinerância. In Processos de constituição e reprodução do campesinato no Brasil: Formas dirigidas de constituição do campesinato. NEVES, D. P. (org.) – São Paulo: Editora UNESP; Brasília: Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural, 2009.

________. A Revanche camponesa. Goiânia: Editora da UFG, 1999a.

________. A igreja da denúncia e o silêncio do fiel. Campinas: Editora Alínea, 1999b.

______. et al. Saberes do nós. Ensaios de educação e movimentos sociais. Goiânia, Ed. da UCG, 2004.

POLETTO, I. A CPT, a igreja e os camponeses. In org. Conquistar a terra, reconstruir a vida: CPT – dez anos de caminhada. Petrópolis: Vozes, 1985;

SILVA, J. S. da. A CPT Regional Goiás e a questão sociopolítica no campo. Dissertação defendida na Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia - UFG: Goiânia, 2003.

SILVA, M.A. de M. A luta pela terra: experiência e memória. São Paulo: UNESP, 2004.

SOUZA. A., Formação da identidade coletiva: um estudo das lideranças de assentamentos rurais no Pontal do Paranapanema. Dissertação de mestrado apresentada na: Universidade estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas 1994.




DOI: http://dx.doi.org/10.25059/2527-2594/retratosdeassentamentos/2015.v18i2.217

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Eletrônica Retratos de Assentamentos

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Revista Retratos de Assentamentos e-ISSN: 2527-2594 

Uniara – Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.