Educação do Campo em Assenta MentoS da Reforma Agrária

Manuela Finokiet, Irio Luiz Conti, Angelita Bazotti, Carmen Janaina Batista Machado

Resumo


Este artigo discute a contribuição da Educação do campo na valorização de assentados da reforma agrária que trabalham na agricultura familiar. Há experiências significativas sobre o papel da educação e da escola, entre elas as
experiências de Educação do campo, emergidas recentemente a partir de demandas dos movimentos sociais, principalmente do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Desse modo, os principais protagonistas da Educação do campo são os próprios movimentos sociais de luta pela reforma agrária. É nesse contexto que se insere a Escola Estadual de Ensino Fundamental Orestes Paiva Coutinho, localizada no Distrito de Armada, município de Canguçu, Rio Grande do Sul, a qual conta com 16 assentamentos de reforma agrária. A escola atende alunos do
1º ao 5º ano, oriundos dos assentamentos do entorno e empreende esforços para desenvolver práticas pedagógicas inseridas na realidade dos alunos, conjugando as dimensões teórica e prática, com estímulo ao resgate de sementes crioulas, hortas escolares, dias de campo com as famílias, educação socioambiental e outras que incentivam modos de vida saudáveis às pessoas em seus lugares de vida na agricultura familiar.


Palavras-chave


Educação do campo, assentamentos rurais, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, Escola.

Texto completo:

PDF

Referências


ARROYO, M. G.; CALDART, R. S.; MOLINA, M. C. (Orgs.). Por uma Educação do Campo. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004.

BENTO, C. M. Canguçu reencontro com a história; um exemplo de reconstituição de memória comunitária. Porto Alegre: Instituto Estadual do Livro,1983.

BOSSI, A. Dialética da colonização. São Paulo, Companhia das Letras, 1992.

CALDART, R. S. Educação do Campo: notas para uma análise de percurso. Revista Trabalho, educação e saúde (Online), v. 7, p. 35-64, 2009.

COTRIM, M. S. “Pecuária Familiar” na região da “Serra do Sudeste” do Rio Grande do Sul: um estudo sobre a origem e a situação socioagroeconômica do “pecuarista familiar” no município de Canguçu/RS. 2003. 142 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Rural). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2003.

DAVID, C de. Estratégias de reprodução familiar em assentamentos: Limites e possibilidades para o desenvolvimento rural em Canguçu – RS. 2005. 218 f. Tese (Doutorado em Geografia). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.

FIALHO, M. A. V. Rincões de pobreza e desenvolvimento: interpretações sobre o comportamento coletivo. 2005. 295-301 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade). Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2005.

FREIRE, P. Extensão ou Comunicação? 15. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTAT ÍSTICA. Censo demográfico 2010. Disponível em: . Acesso em: 20 fevereiro, 2014.

LIMA, E. S. Currículo das escolas do campo: perspectivas de rupturas e inovação In: LIMA, Elmo de Souza; SILVA, Ariosto Moura da. Diálogos sobre Educação do Campo. Teresina: EDUFPI, 2011.

MACHADO, C. J. B. “Aqui até o Arado é Diferente”: Transformações no Fazer Agricultura e em Hábitos Alimentares entre Famílias Assentadas - um Estudo Realizado no Assentamento União, Rio Grande do Sul. 2014. 155 f. Dissertação Mestrado em Desenvolvimento Rural), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre (RS), 2014.

MAESTRI, M. Uma história do Rio Grande do Sul: da pré-história aos dias atuais. 2ed, Passo Fundo: UPF, 2000.

MOREIRA, A. F.; SILVA, T. T. Currículo, Cultura e Sociedade. São Paulo: Cortez, 1994.

PALUDO, C. Educação popular In: CALDART, R., PEREIRA, I., ALENTEJANO, P. FRIGOTTO, G. (Org.) Dicionário de educação do campo. Rio de Janeiro, São Paulo: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Expressão Popular, p. 282-287. 2012.

SANTOS SILVA, A. dos et al. Práticas vividas no contexto da Educação Infantil do MST. In: SILVA BAHIA, Celi da Costa; SILVA FELIPE, Eliana; SOUZA PIMENTEL, Maria O. Silva de (Orgs.). Práticas Pedagógicas em Movimento: Infância, Universidade e MST. Belém: EDUFPA, 2005. p. 57-72.




DOI: http://dx.doi.org/10.25059/2527-2594/retratosdeassentamentos/2015.v18i2.218

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Eletrônica Retratos de Assentamentos

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Revista Retratos de Assentamentos e-ISSN: 2527-2594 

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.