Boas práticas de fabricação e a melhora da qualidade na agricultura familiar: estudo de caso com pequenos produtores de cachaça

Maria Cristina Meneghim, Ricardo Augusto Bonoto Barboza, Geralda Cristina De Freitas Ramalheiro, Helena Carvalho De Lorenzo

Resumo


As Boas Práticas de Fabricação (BPF) estabelecem princípios gerais em todas as etapas da produção de alimentos e bebidas, sendo necessária para a manutenção da qualidade da produção, para a redução de perdas de processo, para conferir maior competitividade no mercado de bebidas e para garantir a qualidade, identidade e padronização do produto. Este trabalho avaliou a influencia da implantação de BPF na qualidade sensorial e físico-química de cachaças produzidas no Estado de São Paulo através de interação Universidade-empresa. Conclui-se que a interação Universidade-empresa implicou em melhorias no processo produtivo que foram refletidas na qualidade sensorial e físico-química da bebida.


Palavras-chave


Agricultura familiar; Boas Práticas de Fabricação; Qualidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25059/2527-2594/retratosdeassentamentos/2017.v20i1.263

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Maria Cristina Meneghim, Ricardo Augusto Bonoto Barboza, Geralda Cristina De Freitas Ramalheiro, Helena Carvalho De Lorenzo

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Revista Retratos de Assentamentos e-ISSN: 2527-2594 

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.