Produção orgânica: uma estratégia sustentável e competitiva para a agricultura familiar

Autores

  • Clayrmen Candido Peron
  • Jacqueline Priscila Olmedo
  • Marcelo Marques Dell’acqua
  • Flávio Luís Grava Scalco
  • Janaína Florinda Ferri Cintrão

DOI:

https://doi.org/10.25059/2527-2594/retratosdeassentamentos/2018.v21i2.327

Palavras-chave:

Agricultura Orgânica, Sustentabilidade, Agricultura Familiar.

Resumo

A preocupação com o desenvolvimento sustentável tem sido intensificada e se torna necessário buscar alternativas de produção baseadas na preservação dos recursos naturais, no cuidado com a saúde e na competitividade do pequeno agricultor. Com o objetivo de identificar as vantagens da produção orgânica para a agricultura familiar e os benefícios para o meio ambiente, foram formuladas as seguintes questões: quais as vantagens da produção orgânica como estratégia sustentável competitiva para a agricultura familiar e os benefícios da agricultura orgânica para o meio ambiente? Além disso, a presente pesquisa tem como objetivos específicos verificar as dificuldades encontradas pela agricultura familiar na produção de orgânicos, identificar as exigências para produção de orgânicos e pesquisar alternativas de fortalecimento para o agricultor familiar na produção de orgânicos.  Para tanto, foi realizada pesquisa bibliográfica sobre o conceito de produtos orgânicos, sua evolução e certificação. Além disso, foi pesquisada a relação entre a agricultura orgânica, a sustentabilidade e a agricultura familiar, bem como o comportamento do consumidor orgânico. Dentre os resultados, estão os benefícios proporcionados pelo fato dos produtos orgânicos possuírem maior valor comercial em relação ao convencional, serem saudáveis e de elevado valor nutricional, o que gera vantagem competitiva frente aos produtos da agricultura convencional, além de contribuírem para a preservação dos recursos naturais, pois são isentos de agrotóxicos e, assim, contribuem para saúde do homem, dos animais e do meio ambiente. Dentre as dificuldades encontradas pelo agricultor familiar na produção de orgânicos, encontram-se as dificuldades financeiras no processo de conversão da agricultura convencional para a orgânica e acesso ao crédito; quanto às principais exigências, existe a necessidade de serem produzidos sem o uso de agrotóxicos e de certificação para a comercialização; e já com relação às alternativas de fortalecimento do agricultor familiar na produção de orgânicos, estão a criação de associações ou cooperativas e de marcas próprias.
    

Biografia do Autor

Clayrmen Candido Peron

Mestrando em Desenvolvimento Territorial e Meio ambiente – Universidade de Araraquara – Uniara - Araraquara/Sp.

Jacqueline Priscila Olmedo

Mestranda em Desenvolvimento Territorial e Meio ambiente – Universidade  de Araraquara – Uniara - Araraquara/Sp.

Marcelo Marques Dell’acqua

Doutorando em Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente – Universidade de Araraquara – Uniara - Araraquara/Sp.

Flávio Luís Grava Scalco

Mestrando em Desenvolvimento Territorial e Meio ambiente – Universidade de Araraquara – Uniara - Araraquara/Sp.

Janaína Florinda Ferri Cintrão

Docente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente – Universidade de Araraquara – Uniara - Araraquara/Sp.

Downloads

Publicado

2018-08-01

Como Citar

Peron, C. C., Olmedo, J. P., Dell’acqua, M. M., Scalco, F. L. G., & Cintrão, J. F. F. (2018). Produção orgânica: uma estratégia sustentável e competitiva para a agricultura familiar. Retratos De Assentamentos, 21(2), 104-127. https://doi.org/10.25059/2527-2594/retratosdeassentamentos/2018.v21i2.327

Edição

Seção

Artigos Originais