A contradição entre os sistemas produtivos camponeses e o agronegócio no Assentamento Celso Furtado, no município de Quedas do Iguaçu- PR

Autores

  • Elder José Marcelites Mestre em Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável do Programa de Pós-graduação da Universidade Federal da Fronteira Sul http://orcid.org/0000-0002-1825-0097
  • Pedro Ivan Christoffoli Docente do Programa de Pós-graduação em Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS).

DOI:

https://doi.org/10.25059/2527-2594/retratosdeassentamentos/2019.v22i2.361

Palavras-chave:

Assentamento, Contradições, Desenvolvimento, MST.

Resumo

O texto busca problematizar os processos produtivos dos camponeses assentados no Assentamento Celso Furtado no município de Quedas do Iguaçu-PR, e as ações do agronegócio nesse território. Parte-se do pressuposto de que as estratégias de resistência e reprodução social difundida pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) potencializam e reforçam a perspectiva de um modelo de desenvolvimento que contribui para a permanência dos agricultores em áreas de reforma agrária. Nesse sentido, a contradição nos processos produtivos do assentamento torna um território em disputa, pois a luta camponesa não termina com a conquista da terra. O artigo faz parte de pesquisa em andamento e foi resultado da dissertação de mestrado.

Referências

ABRAMOVAY, Ricardo. Paradigmas do capitalismo agrário em questão. 3 ed., 1ª reimpressão. São Paulo, SP: Edusp, 2012. 294p.

ASSENTADO 1. Entrevista gravada em julho de 2018.

CHAYANOV, Alexander V. La organización de la unidad económica campesina. Buenos Aires: Nueva Visión, 1974.

DELGADO. G. C. Do “capital financeiro na agricultura” a economia do agronegócio: mudanças cíclicas em meio século (1965 – 1985). Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2012.

LENIN, Vladimir, Ilitch. O desenvolvimento do capitalismo na Rússia. O processo de formação de mercado interno para a grande indústria. Tradução e interpretação de José Paulo Netto. Abril Cultural. São Paulo, 1982. In: Coletâneas de textos da ENFF nº 03. Teorias do Desenvolvimento do Capitalismo na Agricultura. Outubro de 2010, atualização em abril de 2014.

MARTINS, José de S. Os camponeses e a política no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1981.

OLIVEIRA, Ariovaldo, Umbelino. A agricultura camponesa no Brasil. 4. ed. São Paulo, SP: Contexto, 2001. 164p.

KAUTSKY, Karl. A questão agrária. 3. ed. São Paulo: Proposta Editorial, 1980.

Publicado

2019-08-01

Edição

Seção

Artigos Originais

Similar Articles

You may also start an advanced similarity search for this article.