Identificação e caracterização dos guardiões de sementes crioulas dos assentamentos rurais do Território Prof. Cory/Andradina – SP

Autores

  • Débora Pavani Silva Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquisa Filho" Campus de Ilha Solteira FEIS/UNESP
  • Antonio Lázaro Sant'Ana Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquisa Filho" Campus de Ilha Solteira FEIS/UNESP

DOI:

https://doi.org/10.25059/2527-2594/retratosdeassentamentos/2019.v22i2.375

Palavras-chave:

Semente crioula, Agricultura familiar, Agrobiodiversidade, Assentamentos rurais, Guardião de semente

Resumo

O objetivo do presente trabalho foi identificar e caracterizar os guardiões de sementes crioulas e os seus estabelecimentos, nos assentamentos rurais do Território Prof. Cory/Andradina-SP, diante da homogeneização crescente provocada pelas vastas monoculturas predominantes na região. A identificação inicial dos guardiões foi realizada por meio de informantes chaves do Território (técnicos da extensão rural e pesquisadores) e a partir desses, pelo método “bola de neve”, identificou-se os demais. A caracterização se deu por meio de um questionário, aplicado na forma de entrevista, junto aos guardiões em seus lotes. Foram visitados 28 assentamentos do Território, no período de setembro de 2017 a junho de 2018. Constatou-se que na região não há uma forte tradição de conservação de sementes crioulas, porém foram localizados 55 guardiões de sementes, mostrando que há um potencial para que esses assentamentos sejam um espaço de resgate de variedades fundamentais para agrobiodiversidade dos sistemas produtivos. Esses guardiões possuem grande experiência com as atividades agrícolas tradicionais, e aproxima-los pode facilitar o intercâmbio de conhecimentos, localizar e resgatar sementes crioulas, além de fortalecer no Território a ideia de uma produção visando a transição agroecológica.

Biografia do Autor

Débora Pavani Silva, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquisa Filho" Campus de Ilha Solteira FEIS/UNESP

Doutoranda em Agronomia pelo Programa de Pós-graduação  pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP. Participa do grupo GUATAMBU-Grupo de Extensão e Pesquisa sobre o Desenvolvimento Rural e Sustentabilidade da Unesp Ilha Solteira que foi criado em 2004, e realiza trabalhos ligados aos assentamentos rurais e à agricultura familiar da região noroeste do estado de São Paulo.

Antonio Lázaro Sant'Ana, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquisa Filho" Campus de Ilha Solteira FEIS/UNESP

Professor adjunto da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP., em Ilha Solteira, sendo responsável por disciplinas dos cursos de graduação em Agronomia, Zootecnia e Ciências Biológicas, e do curso de Pós-Graduação em Agronomia (Sistemas de produção).

Referências

ABRAMOVAY, R.; SILVESTRO, M.; CORTINA, N.; BALDISSERA, I. T.; FERRARI, D.; TESTA, V. M. Juventude e agricultura familiar: desafios dos novos padrões sucessórios. Brasília, DF: Unesco, 1998.

AMORIM, L. O. do. Plantando semente crioula, plantando agroecologia: agrobiodiversidade e campesinato no Alto Sertão Sergipano. 2016. 141 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) – Universidade Federal do Pernambuco, Recife, 2016.

BAMAT, T.; IENO NETO, G. (orgs.) Qualidade de vida e reforma agrária na Paraíba. João Pessoa: UNITRABALHO/UFPB, 1998.

BERGAMASCO, S. M. P. P. A realidade dos assentamentos rurais por detrás dos números. Estudos Avançados. São Paulo, v. 11, n. 31, p. 37-49, 1997.

BERG, T. Landraces and folk varieties: a conceptual reappraisal of terminology. Euphytica, v. 166, n. 3, p. 423-430, 2009.

BERNARD, H. R. Research Methods in Anthropology: qualitative and quantitative approaches. 4. ed. Walnut Creek: Altamira, 2006. 821 p.

BEVILAQUA, G. A. P.; ANTUNES, I. F.; BARBIERI, R. L.; SCHWENGBER, J. E.; SILVA, S. D. A. e.; LEITE, D. L.; CARDOSO, J. H. Agricultores guardiões de sementes e ampliação da agrobiodiversidade. Cadernos de Ciência e Tecnologia, Brasília, v. 31, n. 1, p. 99-118, abr. 2014.

BRASIL. Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. Instrução Especial/Incra/nº 03, de 11 de abril de 2005. Estabelece o Módulo Fiscal para os Municípios constantes da tabela anexa. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 12 abr. 2005. Seção 1.

BRASIL. Lei nº 8.629, de 25 de fevereiro de 1993. Regulamentação dos Dispositivos Constitucionais Relativos à Reforma Agrária, Previstos no Capítulo III, Título VII, da Constituição Federal. Brasília, 1993.

BRASIL/MDA. Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentavel – Territorio Andradina. Elaboração Técnica: Ariane Favareto, novembro de 2010. Disponível em: <http://sit.mda.gov.br/download/ptdrs/ptdrs_qua_territorio012.pdf>. Acesso em: 17 nov. 2017.

BROOKFIELD, H. Exploring agrodiversity. Nova York: Columbia University, 2001.

BRUMER, A. A problemática dos jovens rurais na pós-modernidade. In: VII CONGRESSO LATINO AMERICANO DE SOCIOLOGIA RURAL, 7, 2006, Quito (Equador). Anais..., Quito (Equador), 2006.

CAMARANO, A. A.; ABRAMOVAY, R. Êxodo rural, envelhecimento e masculinização no Brasil: panorama dos últimos 50 anos. Rio de Janeiro: IPEA, 1999. Texto para discussão n. 621.

CARNEIRO, M. J. Pluriatividade da agricultura no Brasil: uma reflexão crítica. In: SCHNEIDER, S. (Org.) A diversidade da agricultura familiar. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2006. p. 165-185.

CARVALHO, L. H. As Condições de Vida dos Assentados da Região de Andradina: a realidade e os indicadores de avaliação da política pública de reforma agrária. 2013. 230f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Franca 2013.

CARVALHO, M. P. Porque o leite cresce tanto no Brasil. [S. l.], 2006. Disponível em: <https://www.milkpoint.com.br/cadeia-do-leite/editorial/porque-o-leite-cresce-tanto-no-brasil-30510n.aspx>. Acesso em: 18 jul. 2018.

CARVALHO FILHO, J. J. Pesquisa IPEA - Avaliação da situação de assentamentos da reforma agrária: fatores de sucesso ou insucesso (Apêndice A). In: IPEA Avaliação da Situação de Assentamentos da Reforma Agrária no Estado de São Paulo: Fatores de sucesso ou insucesso. Brasília: IPEA, 2013, p.71-95.

CASTRO, A. M. G.; LIMA, S. M. V.; SARMENTO, E. P. M.; VIEIRA, L. F. Juventude rural, agricultura familiar e políticas de acesso à terra no Brasil. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário, 2013. 56p.

FERREIRA, A. P. L. Agricultoras do Pajeú: Feminismo e Agroecologia no Semiárido Brasileiro. Pegada: A Revista da Geografia do Trabalho. Presidente Prudente (SP), v.17, n. 1, p.244-262, 2016.

GEPTS, P. Crop Domestication as a Long-term Selection Experiment. Plant Breeding Reviews, Nova Jersey, v. 24, n. 2, p.1-44, 2004.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GLIESSMAN, S. R. Agroecologia: processos ecológicos em agricultura sustentável. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2000.

GONZAGA, D. A. Resultados e significados do programa de aquisição de alimentos (PAA) para os agricultores familiares de Pereira Barreto (SP). 2015. 158 f. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Engenharia, Universidade Estadual Paulista, Ilha Solteira, 2015. Disponível em: <http://hdl.handle.net/11449/128068>. Acesso em: 18 jul. 2018.

HARDON, J. J.; BOEF, W.S. Linking farmers and plant breeders in local crop development. In: BOEF, W. S. de; AMANOR, K.; WELLARD, K.; BEBBINGTON, A.(Ed.). Cultivating Knowledge: genetic diversity, farmers experimentation and crop research. London: Intermediate technology Publications, 1993. p. 64-71

INSTITUTO NACIONAL DE COLONIZAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA - INCRA. Assentamentos do Brasil. Brasília, DF, 2018. Disponível em: <http://www.INCRA.gov.br/assentamento>. Acesso em: 22 jan. 2018.

INSTITUTO NACIONAL DE COLONIZAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA - INCRA. Índices básicos por Município. Brasília, DF, 2013. Disponível em: <http://www.incra.gov.br/sites/default/files/uploads/estrutura-fundiaria/regularizacao-fundiaria/indices-cadastrais/indices_basicos_2013_por_municipio.pdf>. Acesso em: 22 jun. 2018

KAUFMANN, M P. Resgate, conservação e multiplicação da agrobiodiversidade Crioula: Um estudo de caso sobre a experiência dos guardiões das sementes crioulas de Ibarama (SR). 2014. 116 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Pós-Graduação em Extensão Rural, UFSM, Santa Maria, 2014.

KIRCHOFF, A. B.; MOCELIN, C. E.; DRESCHER, J. J.; OLIVEIRA, K. R. As sementes crioulas e a agricultura familiar no Brasil: um modo de enfrentamento das desigualdades sociais no meio rural. In:

JORNADA INTERNACIONAL POLÍTICAS PÚBLICAS, 8., 2017, Maranhão. Anais... Maranhão: UFMA, 2017. p. 1 - 12.

LANDAU, E. C.; CRUZ, R. K. da; HIRSCH, A.; PIMENTA, F. M.;

GUIMARÃES, D. P. Documentos 146: variação geográfica do tamanho dos módulos fiscais no Brasil. Sete Lagoas: Embrapa, 2012. 200 p.f

LEITE, S.; HEREDIA, B.; MEDEIROS, L.; PALMEIRA, M.; CINTRÃO, R. Impactos dos assentamentos: um estudo sobre o meio rural brasileiro. São Paulo: Ed. Unesp, 2004. 392 p.

LONDRES, F. As sementes da paixão e as políticas de distribuição de sementes na Paraíba, Rio de Janeiro: AS-PTA, 2014. 84 p.

LOPES, D. E. Formas de Resistência Camponesa em Andradina-SP e Castilho-SP. Revista Eletrônica da Associação dos Geógrafos Brasileiros, Três Lagoas, v. 8, n. 15, p.83-109, maio 2012.

MACHADO, A. T., SANTILLI, J.; MAGALHÃES, R. A agrobiodiversidade com enfoque agroecológico: implicações conceituais e jurídicas. Brasília, DF: Embrapa, 2008. 102 p.

MATTOS, L. et al. Marco referencial em agroecologia. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2006. 72 p.

MEDEIROS, J. C.; AMÂNCIO, C. O. G. Programa Banco Comunitário de Sementes de adubos verdes como potencializador da agroecologia na associação agroecológica de Teresópolis, RJ. Cadernos de Ciência e Tecnologia, Brasília, v. 34, n. 1, p.113-134, abr. 2017.

MUSIS, C. R.; CARVALHO, S. P.; NIENOW, N. S. Avaliação da saturação de questões abertas utilizando simulação Monte Carlo. R. Educ. Públ. Cuiabá, v. 18, n.38, p.505-515, set./dez. 2009

NASCIMENTO, J. M. Os bancos de sementes comunitários na construção dos territórios de esperança: o caso do Assentamento Três Irmãos/PB. 2011. 179 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Geografia, Ufpb, João Pessoa, 2011.

OLIVEIRA, L. C. L.; DIAS, E.; CURADO, F. F.; OLIVEIRAA, A. E.; MUNIZ, E. L. S.; SANTOS, A. S. Perspectivas da pesquisa e gestão dos bancos de sementes comunitários, Paraíba – Síntese do Seminário do Pólo da Borborema. Cadernos de Agroecologia, Brasília, v. 13, n. 1, p.1-7, 2018.

PELWING, A. B.; FRANK, L. B.; BARROS, I. I. B. Sementes crioulas: o estado da arte no Rio Grande do Sul. RESR, Piracicaba, v. 46, n. 2, p.391-420, jun. 2008.

RODRIGUES, C. C. C.; MELLO, U. P. Sementes crioulas: alternativas de diversificação de cultivos no assentamento Cambuxim em São Borja/ RS. (s. d.) Disponível em: < sementes: http://www.uniara.com.br/nupedor/nupedor_2010/00%20textos/sessao_1/01- 01.pdf>. Acesso em: 12 de jan. 2018.

SANT'ANA, A. L.; TARSITANO, M. A. A.; ARAÚJO, C. A. M.; BERNARDES, E. M.; COSTA, S. M. A. L. Estratégias de produção e comercialização dos assentados da região de Andradina, estado de São Paulo. Informações Econômicas, São Paulo, v. 37, n. 5, p. 29-41, maio 2007.

SANTOS, A. S.; CURADO, F. F. Documentos 172: perspectiva para a pesquisa agroecológica: diálogo de saberes. Aracaju: Embrapa Tabuleiros Costeiros, 2012.

SANTOS, A. S.; SILVA, E. D.; MARINI, F. S.; SILVA, M. J. R.; FRANCISCO, P. S.; VIEIRA, T. T.; CURADO, F. F. Rede de bancos de sementes comunitários como estratégia para conservação da agrobiodiversidade no estado da Paraíba. In: Congresso Brasileiro de Recursos Genéticos, 2., 2012, Belém. Anais... . Brasília: Sbrg, 2012.

SEVILLA-GUZMÁN, E. Uma estratégia de sustentabilidade a partir da agroecologia. Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável, Porto Alegre, v. 2,

SILVA, F. C. da. Agricultura familiar em duas microrregiões do Noroeste do Estado de São Paulo: uma análise comparativa entre as explorações agropecuárias e as políticas públicas dirigidas ao segmento. 2012. 139 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Faculdade de Engenharia, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Ilha Solteira, 2012.

SILVA, F. C. Tecnologia social PAIS (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável): uma alternativa para a promoção de avanços dentro da perspectiva da agroecologia? As experiências vivenciadas no Território Rural Prof. Cory/Andradina (SP). 2016. 289 f. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Ilha Solteira, 2016.

SILVESTRE, A. L. Análise de dados e estatística descritiva. São Paulo: Escolar Editora, 2007. 352 p.

TRINDADE, C. C. Sementes crioulas e transgênicos. Uma reflexão sobre sua relação com as comunidades tradicionais. In:

CONGRESSO NACIONAL DO CONPEDI, 15, 2006, Manaus. Anais.... Manaus: Conpedi, 2006. p. 1 - 15.

VAVILOV, N I. The origin, variation, immunity and breeding of cultivated plants. New York: Chronica Botonica, 1951. 364 p.

Publicado

2019-08-01

Edição

Seção

Artigos Originais