Desafios da adoção de biodigestores no caso da COPAVA, assentamento Pirituba II

Autores

  • Oscar Frederico Accioly Venturato Landmann UNIARA
  • Vera Lucia Silveira Botta Ferrante UNIARA
  • Marcus César Avezum Alves de Castro UNIARA
  • Maria Lúcia Ribeiro UNIARA

DOI:

https://doi.org/10.25059/2527-2594/retratosdeassentamentos/2015.v18i1.192

Palavras-chave:

Biodigestores, Extensão Rural, Adoção de Inovação, Saneamento Rural e, Autonomia. Políticas do campo

Resumo

Parte de um ciclo de pesquisa voltado a assentamentos rurais, este artigo propõe-se a descrever e interpretar as considerações dos sujeitos envolvidos no processo de adoção de inovação do biodigestor, estabelecidas entre assentados-adotantes da COPAVA situada no Assentamento Pirituba II e os pesquisadores-difusores da UNESP. Por meio da abordagem qualitativa, foram obtidos os relatos dos atores chaves em entrevistas com roteiro semiestruturado, voltados ao conhecimento e interesse sobre esta tipologia de inovação. As interpretações enquadraram-se em três estágios temporais que esclareceram pontos acerca do processo numa perspectiva integral e contínua, sendo esses: Proposta de Adoção; a Introdução e a atual da inovação. Nesta experiência, demostrou-se que apesar das mudanças nas concepções como a complexidade do processo biodigestivo face ao que se empregava antes e depois da adoção, os adotantes continuam convictos que esta inovação deve ser ampliada e incorporada às demais demandas dos assentados. Conclui-se que o arranjo do coletivo no campo socioprodutivo, bem como a relação entre os atores fruto de confiança de outros projetos conjuntos, foram decisivos desde a escolha do aporte da inovação à sua apropriação. Além disso, o que evidenciou, segundo as ponderações dos sujeitos, tomando com referencia a credibilidade em difundir a inovação entre os demais agricultores, indícios que expressam formas de solidariedade social.

Referências

ABRAMOVAY, R. Agricultura e uso do solo. São Paulo em Perspectiva,

abr/jun, vol. 11, n.2, 17-78. Disponível em:

abramovay/artigos_cientificos/1997/agricultura_familiar.pdf>. Acesso em 09/03/2013.

BARONE, L. A. Conflito e Cooperação: o jogo das racionalidades sociais e o campo político num assentamento de Reforma Agrária. Tese (Doutorado em Sociologia). Programa de Pós-Graduação em Sociologia. Faculdade de Ciências e Letras. UNESP, Araraquara, 2002.

BEZE, Z.; OLIVEIRA, L. R.de; SOUZA, E. A. de; CARVALHO FILHO.

Processo de discussão e implantação do plano de recuperação do PA Pirituba II. In: FERRANTE, V.L.S.B.; ALY JUNIOR, O. (Orgs.) Assentamento Rurais: impasses e dilemas (uma trajetória de 20 anos). São Paulo, INCRA, 2005.

ESPERANCINI, M. S. T.; COLEN, F.; BUENO, O. de C.; PIMENTEL, A.

E. B.; SIMON E. J. Viabilidade técnica e econômica da substituição de fontes convencionais de energia por biogás em assentamento rural do estado de São Paulo. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v.27, n.1, p.110- 118, jan./abr. 2007.

ESPERANCINI, M. S. T.; COLEN, F.; BUENO, O. de C.; SIMON E. J.

Aspectos econômicos da substituição de fontes convencionais de energia por biogás em assentamento rural do estado de São Paulo. 2006.

FERRANTE, V.L.S.B. et al. Assentamentos rurais: um olhar sobre o difícil caminho de constituição de um novo modo de vida. Retratos de Assentamentos, Araraquara, n.8, Nupedor/Unesp, p.75-148, 2000.

FERRANTE, V.L.S.B.; WHITAKER, D.C.A.; BARONE, L.A. Poder Local e Assentamentos Rurais: expressões de conflito, de acomodação e de resistência. Projeto de Pesquisa (CNPq). Araraquara/Presidente Prudente, Nupedor/GEPEP, 2003.

FLORIANI, D. Diálogos interdisciplinares para uma agenda socioambiental: breve inventário do debate sobre ciência, sociedade e natureza. Desenvolvimento e Meio Ambiente, n. 1, p. 21-39, jan./jun. 2000.

MCGRANAHAN, G.; MULENGA, M. Organização comunitário e paradigmas alternativos para a melhoria dos serviços em assentamentos de baixa renda. In. HELLER, L; CASTRO, J. E. (Orgs.) Política Pública e Gestão de Serviços de Saneamento. Belo Horizonte: Editora UFMG, Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2013, 576p.

MEDEIROS, S. dos S. Representações e práticas tradicionais diante

da inovação tecnológica: dimensões socioambientais do caso da pecuária bovina de leite. Dissertação (Mestrado em Ciências da Engenharia Ambiental). Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2008.

PHILIPPI JR., A.; AGUIAR, A.F. Resíduos Sólidos: características e gerenciamento. In: PHILIPPI JR., A. (Ed.) Saneamento, saúde e ambiente: fundamentos para um desenvolvimento sustentável. Barueri/SP: Manole, 2005.

QUEDA, O. A extensão rural no Brasil: da anunciação ao milagre da

modernização agrícola. Tese (Livre Docência). Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1987.

SACHS, I. A revolução energética do século XXI. Estudos Avançados, São Paulo, n.59, v.21, Dossiê Energia, 2007.

SCHNEIDER, S. Teoria social, agricultura familiar e pluratividade. Revista Brasileira de Ciências Sociais, vol. 18, n. 51, p. 99-121, 2003.

WHITAKER, D.C.A. Reforma agrária e meio ambiente: superando preconceitos contra o rural. Retratos de Assentamentos, Araraquara, n.12, Nupedor/Uniara, p.33-46, 2009.

Downloads

Publicado

2015-01-09

Como Citar

Landmann, O. F. A. V., Ferrante, V. L. S. B., Castro, M. C. A. A. de, & Ribeiro, M. L. (2015). Desafios da adoção de biodigestores no caso da COPAVA, assentamento Pirituba II. Retratos De Assentamentos, 18(1), 319-336. https://doi.org/10.25059/2527-2594/retratosdeassentamentos/2015.v18i1.192

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 > >>